14 de fev de 2011

Da distância

Foi ser feliz,
nem me esperou.
Quebrou o combinado.
E agora, lá de dentro,
da sua própria plenitude,
grita: vem!
Como se tudo fosse,
assim, tão simples
e hipócrita como
um grito embriagado
e ecoado de incentivo.
Não foge!

Um comentário:

Lii Schuede disse...

Como é bom saber disso! Admiro muito sua escrita, e comentar nada mais é do que expressar essa admiração por ela!
Ah! Vai ser feliz também! (: